Nuno Crato premiado no European Science Awards

O matemático e divulgador científico Nuno Crato foi hoje distinguido com um dos European Science Awards na área da comunicação da ciência, atribuídos pela Comissão Europeia, em Bruxelas. Na categoria de Melhor Comunicador do Ano, Nuno Crato ficou em segundo lugar, tendo sido o primeiro lugar atribuído ao astrofísico e escritor francês Jean-Pierre Luminet, especialista em buracos negros, do Observatório de Paris.

É a primeira vez que um português é distinguido neste galardão, criado em 2004 (então chamado Prémio Descartes para a Comunicação da Ciência), edição em que venceu o famoso naturalista e apresentador britânico de documentários David Attenborough.

Nuno Crato, de 56 anos, é professor de matemática e estatística no Instituto Superior de Economia e Gestão, em Lisboa. O seu gosto pela comunicação da ciência tem-se traduzido em diversos livros e programas na televisão e na rádio.

O júri do prémio destacou a colaboração de Nuno Crato no semanário “Expresso” (onde desde 1996 escreve artigos de divulgação científica), na Rádio Europa (onde tem o programa diário “3 minutos de ciência”) e em programas de televisão (de que o 4XCiência, na RTPN, onde é um dos cientistas residentes, é um exemplo). Como presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática, também tem promovido a matemática entre os jovens, salientou ainda o júri.

Da lista de livros de divulgação científica de que é autor, editados pela Gradiva, fazem parte “Passeio Aleatório – Pela Ciência do Dia-Dia” (2007), “A Espiral Dourada” (2006), “Trânsitos de Vénus” (2004), “Zodíaco: Constelações e Mitos”(2001), “Eclipses” (1999).

Na descrição do estilo adoptado na divulgação científica, o júri chamou-lhe a “abordagem Crato”, com uma “escrita fácil de ler, mas informativa e cientificamente sólida”. Abordagem Crato? “Achei imensa piada. Em português parece ridículo, mas em inglês ‘it sounds great’”, comentou ao PÚBLICO. “É importante que a comunicação científica seja valorizada internacionalmente. Estou muito contente.”

Na área da comunicação da ciência, os European Science Awards têm ainda as categorias Escritor do Ano e de Documentário do Ano: foram atribuídas, respectivamente, a Delphine Grinberg, autora de livros sobre experiências científicas para crianças, da Cidade das Ciências de La Villette em Paris; e a Peter Leonard, da BBC, com um documentário sobre o Universo.

Fonte: Teresa Firmino no Jornal Público

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: